segunda-feira, 14 de junho de 2010

Caos e Cosmos



A vida, sem sentido, é insuportável. E são tantos os possíveis sentidos para tantas percepções diferentes de tantos seres humanos diferentes nas suas tantas diferentes fases em suas tão diferentes vidas...


O universo é, em si, caos. Nossas mentes é que, para operar nesse caos, efetuam constantemente a construção de um sentido, de uma orientação primordial - "sagrada" - ou de uma ordem arbitrária instituída. A orientação em busca de um sentido, mesmo que temporário, frágil e arbitrário, é o que mantém nossa psique estruturada, sadia, saudável. Esse é um movimento natural da espécie humana.

O Eixo do Mundo
Os Peles Vermelhas, da América do Norte, esculpiam seus totens - pilares ou postes de cedro - ricamente adornados com os animais de poder aos quais aquele clã estava ligado. Aquele totem era um objeto cultuado como representação de uma divindade ou equivalente por uma sociedade organizada em torno de um símbolo ou por uma religião (totemismo). Por definição religiosa podemos afirmar que é uma etiqueta coletiva tribal, que tem um caráter religioso. É em relação a ele que as coisas são classificadas em sagradas ou profanas, é o totem que doa sentido às suas vivências e experiências, através dele a vida adquire, então, um sentido e uma finalidade, um início 'Archaio' e um fim 'Teléios'.

Da mesma forma cada ser humano possui uma estruturação própria, uma axis mundi (eixo do mundo), interno, que estrutura suas repesentações, vivências e sentidos internos, seja afetivamente, psiquicamente, fisicamente ou espiritualmente. A esse eixo doador de sentido o psicólogo suíço Carl Gustav Jung denominou self, termo cuja tradução mais utilizada na lingua portuguesa é "si mesmo".

O Projeto Arquetelos

Arquetelos é um neologismo criado pela união dos conceitos gregos 'Archaio' - antigo, primitivo - e 'Téleios' - perfeito, acabado. Um neologismo que comporte, em uma mesma palavra, um conceito de início e de fim, uma compreensão simbólica.

O projeto Arquetelos se estrutura por grupos de estudos formados por pessoas que tenham interesse em desenvolver temas que perpassem as áreas de mitologia, psicologia junguiana, história das religiões, antropologia, sociologia da religião, psicologia social, teatro, design, artes plásticas, comunicação, ciências humanas ou exatas, através do prisma simbólico e interpretativo da mitologia. 

Proposta do Arquetelos
A proposta do Arquetelos é familiarizar os estudantes ao universo mítico, simbólico, psíquico e antropológico através de estudos organizados em pequenos grupos com a proposta de criação de teses e publicação de trabalhos on-line e em livro.

As duas regras para publicação
Os interessados em publicar trabalhos através do Arquetelos podem fazê-lo individualmente ou em grupo, de acordo com a conveniência pessoal dos envolvidos.

Regra 1.
É INDISPENSÁVEL que os trabalhos que se disponham a serem publicados sejam registrados por seus autores no Ministério da Educação e Cultura (MEC; registro ISBN), para a proteção dos seus respectivos direitos autorais.

Regra 2.
Todos os trabalhos serão submetidos, preliminarmente, à avaliação dos demais membros do Arquetelos. Essa apreciação não possui caráter avaliatório, apenas procura estruturar e facilitar a troca de experiências entre os membros além da revisão e aprofundamento dos trabalhos.

Como publicaremos on-line?
O Arquetelos publicará os trabalhos registrados por seus autores no blog www.arquetelos.blogspot.com, patrocinador da iniciativa, dentro da seção "Caixa de Pandora". Essa publicação será semestral e seus fechamentos serão efetuados até os dias 25 de janeiro e 25 de julho dos anos correntes.

Como publicaremos em livro?
O Arquetelos será apresentado a diversas editoras e verificará seus respectivos interesses em publicar, sob a forma de livro impresso, os trabalhos de seus integrantes. Estamos sempre abertos a sugestões e parcerias. (Para sugerir uma editora ou uma parceria institucional, favor clicar em "comentários" ao final desta postagem).

Os grupos
O primeiro grupo do Arquetelos será formado por no máximo 4 integrantes oriundos, preferencialmente, de áreas diversas do conhecimento, ou seja, com diferentes formações acadêmicas e experiências. O segundo grupo também será fechado com 4 participantes seguindo, preferencialmente, a mesma orientação acima. Os demais grupos que, esperamos, vierem a existir, terão apenas que associar-se ao Arquetelos para terem seus trabalhos publicados - on-line ou via livro impresso - após apreciação pelos demais membros.

As reuniões
As reuniões de estudos dirigidos do Arquetelos são efetuadas semanalmente em Copacabana, na rua Santa Clara, número 50, sala 405, sendo o primeiro horário de 8:00 às 9:40 da manhã e o segundo de 10:00 às 11:40 da manhã também.

Os estudos dirigidos
Segue, no blog (siga barra de rolagem à direita até o final), uma relação primária para a familiarização dos interessados nos temas míticos. Essa relação é uma sugestão do criador do projeto Arquetelos e não tem caráter definitivo.

Qualquer grupo do Arquetelos tem total autonomia para estudar quaisquer livros ou quaisquer temas que lhe forem concernentes. Só atentamos ao fato de que as publicações on-line e impressa necessariamente devem ser íntimas com a proposta do projeto Arquetelos, ou seja, desenvolver temas, teses e trabalhos que perpassem os domínios do mito.

Criação e uso da biblioteca e troca de livros
Cada membro de cada grupo do Arquetelos, ao ingressar na iniciativa, fará uma lista dos livros que possui (vide "Experiência Registrada" seguindo a barra de rolagem no blog até abaixo) para que possamos efetuar trocas, empréstimos e outros. Dessa maneira a troca de saberes e informações será facilitada e melhor estruturada.

Sugestão Arquetelos: O empréstimo de livros deve ser efetuado sempre com a anotação do telefone, e-mail e endereço das partes envolvidas.

Postagens no blog
Cada membro do arquetelos terá liberdade de publicar postagens no blog, sendo, para isso, necessário apenas entrar em contato com o administrador através do e-mail
contato@institutoatena.com para receber as devidas instruções.

O deus que existe em mim saúda o deus que existe em você

Sejam bem-vindos!
Renato Kress
______________________
Dúvidas, sugestões e comentários, favor clicar em "comentários" logo abaixo

2 comentários: